03:24

A idade da palavra...ou a palavra da idade

Há uns dias atrás, no msn, alguém me disse: "seu blog tem layout de menina de 14 anos e textos de menina de 21 anos".

Isso me fez pensar...
Existe um traço muito comum entre os textos escritos por mulheres. Mas o que faz com que eles sejam (ou pareçam) de mulheres de 20, 30...ou 60 anos?

Nós, blogueiras ou, por que não dizer, escritoras, independente da nossa idade, estilo, prática, idade ou fama, somos herdeiras de mulheres que, contrariando os preceitos patriarcais que ditavam que a realização feminina estava unicamente no casamento e na maternidade, ousaram criar e expor suas idéias.
Temos imaginação excessiva. Dramatizamos, romantizamos e fazemos história. Somos inteligentes, ou, como eu, enganamos muito bem. Somos semelhantes, não só nas vontades, compras e contas telefônicas, mas também no cérebro.
Pois é, senhores, temos cérebro e batemos um bolão.
Queremos ser Florbela Espanca, Virginia Woolf, Simone de Beauvoir, Clarice Lispector, Cora Coralina, Rachel de Queiroz, Martha Medeiros ou Thalita Rebouças, mas nos contentamos em ser ' meras' e anônimas cronistas, romancistas, jornalistas, contistas, poetisas...uma coisa de cada vez ou tudo ao mesmo tempo.
Algumas vezes escrevemos em tons de cinza, em outras abusamos das cores...tudo depende do nosso humor, ou dos nossos hormônios.
Podemos passar horas pesquisando sobre o que queremos escrever ou podemos, simplesmente, escrever o que der na veneta, sem a menor preocupação com o que possam pensar. Queremos é colocar pra fora o que está transbordando em nossa cabeça para dar espaço a novas idéias.
Provocamos...
Mexemos com as palavras, mostrando nosso poder de fogo e nossa feminina fragilidade.
Já disse o escritor Marcelino Rodriguez: "Mulheres que escrevem são boas de contar histórias, mas se cochilarmos podem fazer-nos ver o bonde aonde não há trilhos! Ou vice-versa! Mulheres que escrevem são um perigo!"
Não esperamos que todos entendam a profundidade que certas coisas têm para nós, nem que assumam algum interesse por elas, mas queremos transpassar o limite da curiosidade e envolver.
E pra quem arriscar se envolver, boa viagem.


Aproveitem o vôo e conheçam a REBRA - Rede de Escritoras Brasileiras


E já que as blogueiras estão na roda, leiam também:
- Garota Pendurada
- Janela de Cima
- Meu Quarto-Crescente
- Vírgula Antenada


Quanto ao autor da crítica ao meu blog e do Esparadrapo, que, aliás, escreve muito bem, acho que ficou um pouco decepcionado quando descobriu que a dona do blog com cara de 14 e conteúdo de 21 anos, na verdade está beirando os 40.
E sobre o layout...talvez um dia eu cresça e ele fique mais adulto.

Ufa!! Esse doeu pra sair.
É, meu amor...talvez fosse mais fácil escrever sobre os passageiros açoitados nos trens do Rio de Janeiro.

B! (de aBsoluta)

20 Voe aqui:

nobreza disse...

Oi, Bella!

Sim, eu me "escondo" em Salvador! hehehhe! E já estive na Bienal...vi até um livro do José Luiz Datena, imagine aí! "Meu sonho é a cidadania", algo assim.

Meu sonho é que o Datena vá pescar lá no Rio Paraíba e nos deixe em paz, ô! hehehhe!

E não se preocupe em modificar o layout do blogL está ótimo. E os textos também. Não precisa mudar nada.

Quanto aos blogs aí citados, conheço o da Vírgula ( excepcional) e o da Nat ( Garota Pendurada, ela é ótima, sou fã!).

Como se vê, eu tento me envolver...rsss

abs!!!

grooeland

Vírgula Antenada disse...

Bom...
Primeiro, ao Groo: Obrigada pelo 'excepcional' referente a mim, aí no comentário acima!

Bella:
Não acho que porque escrevemos queremos ser uma Martha Medeiros (que eu por acaso detesto) ou Florbela Espanca. Nem somos meras anônimas por não sermos famosas ou termos mídia aos pés. Lutar por espaço faz a diferença e, falando em espaço, o seu é muito bonito! Sabia que o Vírgula antes era cheio de borboletas que ficavam voando pela tela? Deve saber...
Escrever em tom de cinza lembrou a mim que sou ora cinza, ora purpurina!
Quanto àquele "Ufa" no fim do seu texto, eu o conheço bem, ahahahahahahahaahahhaahahaha!

O uso faz dois anos, não dá uma ótima sensação?
Bom virei sua seguidora, quero te acompanhar de perto.
Beijo!
Então B de Absoluta...
Ufa!!
Vírgula Antenada!

M. disse...

Na verdade não foi uma crítica tão efusiva, nem o desmoronar de tudo que esse blog é. Nem o conteúdo, mas a intenção. Elogiar é facílimo, você ri, diz que adorou qualquer parte e o dono do texto infla seu ego. Criticar, dolorir, frear, dizer o que se pensa no impulso é dificílimo. Não quero que mude nada, não tenho a pretensão de modificar ninguém, mas dizer o que penso, mesmo que isso me torne um grito cítrico demais. Não quero que escreva sobre algo ou alguém, apenas não se castre, continue o caminho. Espero voltar aqui e ser objeto de algo que transborde e não crítica da crítica. Grande beijo moça de 14 anos e identidade de 40. rs

M. Esparadrapo.wordpress.com

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor mais uma vez homenageia os amigos queridos com mais um selo, onde a magia acontece, seja ela qual for.
Não existem regras, apenas repasse com carinho para aqueles que fazem a mágica da escrita criar vida.



Beijos jogados no ar, sempre!

-

Flor disse...

Bella tenho certeza que você não engana as palavras,viajei no seu texto,acabei de virar sua fã,hã Florbela Espanca é um exemplo a ser seguido por todas as mulheres desse pedaço de mundo habitado por leões.Também sou uma apaixonada por Cazuza,toda aquela intensidade me faz questionar muito porque é tão comum ser comum hoje em dia.E o que não é comumOw tédio,rs.Não cresça,não vire uma chata,sem graça,hauhauhaua crescer as vezes é isso,vamos colorir tudo e desenha um lindo céu cinza,para os raios solares fazerem uma festa,sucesso,e agradecida por me seguir,opa o texto da Bahia,foi uma saudade que bateu em uma madrugada da minha terra,rs.Beijão,bye bye

SAULO PRADO disse...

Se for 14, 21 ou quem sabe beirando os 40, não importa a idade, e muito menos, a embalagem. O que realmente interessa são os conteúdos, e o que não falta no "Borboletário" é conteúdo, a pouco eu descobri esta exposição de borboletas, Mas confesso que já me causou varias vezes a sensação de borboletas no estomago, com textos que realmente mostram a que veio...

SAULO PRADO disse...

Ola Bella!
Olha eu aqui de novo, gostaria de te falar sobre o seu comentário em “Meu Mundo quadrado”, que Dom Quixote também exerce um fascínio sobre mim, Eu gostaria de te convidar para ler outro texto meu, que foi postado no mês de janeiro, denominado "El Secreto de Don Quijote", pois, também, como pode percebe foi expirado neste lindo personagem....

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Bella!Seu blog é muito bonito e borboletas são fascinantes e significativas.Ter 14,21 ou....60,não tem muita importância(e eu vou dizer que tem?).O que importa é o como nos revelamos quando escrevemos,seja como desabafo,poesia ou confissão!

Muito bom o seu texto,perfeito!!!

Vou seguí-la para aproveitar a sabedoria da menina!!!

Só não tenho um layout mais leve por não saber como formatá-lo,senão meu blog seria de menina de 15 anos....

Beijo de admiração!Sonia Regina.

Renato disse...

Não tenho nada a criticar. Aliás, lhe dou razão em tudo!





RJ loveyoubaby@wordpress.com

Zengen disse...

O layout está com cara de mulher, quase não existe isso de idade em relação aos layouts.

Inez disse...

Não importa se a aparência ou o real seja de 14, 20, 40 ou 50 o que importa é o que se tem pra dizer.

Eu amo a E.Y. disse...

Bella, concordo exatamente com o que o Saulo disse. Seu blog é muito bom e a idade é o de menos. Sem dúvidas que tem críticas que são importantes, mas tem muitas que não devem ser levadas em consideração. E essa, do layout do blog, com certeza é uma delas.

Beijos!!

Rubens Rodrigues disse...

Mulheres por si sósão um perigo, mulheres que escrevem então...
Piadas a parte, um belo artigo, um belo blog. Realmente, quando dei de cara com o blog imaginei mesmome deparar com um assuntoinfantil a frente, mas encontro um texto muito bem escrito e cheio de ótimas referencias.
Enfim, parabéns pelo blog ^^'

www.poesiainconstante.blogspot.com

Giullianne Vicente disse...

Querida borboletinha!
Nós mulheres temos um trunfo enorme, a sensibilidade. Alguns homens também são, mas num número infinitamente pequeno, esses são idolatrados.
Amei o blog e não me espantei com a sua idade. Mulheres com ar de menina, que tem o sentimento á flor da pele e adora um fluflu são mágicas e vou te contar um segredo tenho 36 e sou igual.
Muitos beijos

Renan Barreto disse...

Falou bem, hein. rsPareceu até uma mulher beirando os 40. rsr sacanagem. rsrs Achei no início que você fosse falar sobre o geral, mas especificou para a mulher. Achei ótimo.A mulher é emoção, não tem ocmo negar tal fato. Ela faz as coisas seguindo o coração que é multicolorido e super temperamental. rs

bjo

Valeu!!!!

Beta disse...

Bella,

Antes de tudo, que surpresa deliciosa ver o link da minha Janela de Cima aqui.

Eu fiquei tão encantada com o seu texto que, antes mesmo de chegar na parte onde você citou o meu blog, eu já havia copiado o link da sua página para citar o seu blog no meu próximo post. Acredite!

Assino embaixo de cada palavrinha que você escreveu aqui. Eu sei que o nosso amigo M., do Esparadrapo diz que elogiar é bem mais fácil que criticar, e eu concordo, mas o que eu posso fazer se só tenho elogios a fazer? ;-)

Você representou bem a nossa classe de escritoras anônimas.

Beijo grande querida.... e continue encantando com as palavras.

Felipe Lucchesi disse...

Não concordo com o comentário !
Acho que um texto não tem sexo e muito menos os pensamentos.
Não há maneira masculina ou feminina de se expressar num texto.Há maneira sábia,educada,mal educada e mal escrita.Apenas isso !
Gosto dos seus textos menina mulher ou...mulher menina.risos
Beijos !

Bruna disse...

A! Eu amei o texto, e essa teoria de transpassar de modo para que tuda pareça nos conformes. O lay é bem jovem (liindo) mas há quem diga.
"A juventude não é uma época da vida, é um estado de espírito"
bjjs

Alan Salgueiro disse...

Alma bela de contar história é sempre jovial, e mesmo a experiência dá um toque diferenciado, faz com que as ideias sejam melhores trabalhadas e contadas com a sabedoria de quem saber usar o que já foi para o que será!

E parece que adivinhou sobre os açoitados! rs

disse...

Olá.
Foi bom esbarrar com essas borboletas numa manhã de domingo.
Estava procurando bons textos femininos para um projeto e um amigo me indicou seu blog. Estou lendo os posts e parei nesse aqui para comentar.
Adorei a definição de Marcelino Rodriguez... rsrs
Não somos pretenciosas, muito pelo contrario, expomos nossa alma de uma maneira que ninguem mais consegue.
Parabens pelo Blog.
Estou na 'sua cola' agora.
Bjs